Visão Periférica: Como melhorar a visão enquanto dança!

Como melhorar a visão periférica enquanto dança!

Olhar para frente não é o suficiente. É preciso olhar para tudo ao seu redor. Seu corpo precisa de um campo visual amplo. Para isso, é imprescindível que você fortaleça e exercite sua visão periférica.

Ampliar a visão periférica é perceber que pode enxergar muito mais do que você já enxerga. E melhor ainda, é possível fazer quase como uma brincadeira, como uma dança e com um resultado que te surpreenderá.

Mas primeiro é preciso entender o que é visão periférica

O que é visão periférica?

Quando falamos em visão periférica, falamos da capacidade do individuo de enxergar além do foco. Tudo ao redor do campo visual. Na periferia da retina.

Só para entender, é uma visão que não tem muitos detalhes, mas sim a percepção de movimentos.

Indo ainda mais além, assim como a visão periférica te ajuda a não ficar por ai esbarrando em tudo, é fácil perceber a falta de visão periférica quando você está no escuro, onde a pouca luz que entra incide nos nossos olhos de forma retilínea, deixando ainda mais desfocado o que está ao redor dele.

Mas é possível fazer com que essa visão chegue mais longe com práticas visuais.

Como melhorar a visão periférica

Todo exercício pode se tornar puxado e chato, repetitivo e não tão empolgante, por isso, quando possível faça isso virar uma brincadeira, ALGO REALMENTE DIVERTIDO.

É impossível não embarcar na ideia. Ainda mais quando podemos dançar ao mesmo tempo em que melhoramos nossa visão periférica.

O exercício começa com quatro cartões de quatro tamanhos diferentes, de um quadrado que vai ficando mais cumprido até quase virar um retângulo. Cada cartão com uma cor, para te facilitar a troca. (O vídeo acima vai te ajudar a ter uma ideia melhor de como usar os cartões)

Coloque um pequeno pedaço de fita bem no meio do cartão. Deixe os quadradinhos fáceis de serem pegos, melhor ainda, grude eles em sua roupa.

Arrume um parceiro ou parceira para o exercício, fiquem em pé e grude bem entre os olhos o menor dos cartões. Bem em cima do nariz, quase na testa. Não tire os olhos da frente, foque reto.

O próximo passo é estender as mãos e tentar bater nas mãos de sua dupla sem olhar para elas. Enquanto um tenta bater, o outro tenta tirar, sempre olhando para frente e com as mãos estendidas.

Em poucos segundos, enquanto um tenta enganar o outro e com uma música ligada, vai parecer que vocês estão dançando. Entre no ritmo. Continue olhando para frente, use apenas sua visão periférica para tentar acertar a mão de seu parceiro ou parceira.

Repita isso por um tempo antes de trocar de papel, coloque o terceiro maior tamanho. Ele vai a até mais longe em seus olhos. Continue tentando acertar a mão de sua dupla e perceba que estará usando ainda mais a visão periférica.

Antes de se acostumar, mude os movimentos, crie dificuldades, abaixe, levante. Se desafie e desafie seu parceiro.

Repita o exercício por mais um tempo. Retire o cartão e coloque o próximo tamanho maior. Nesse momento, ele estará cobrindo quase toda sua visão frontal, restará praticamente só sua visão periférica para dar conta do recado.

Continue olhando para a frente e tentando encontrar a mão do parceiro, verá que agora ficará bem complicado. Continue por mais um tempo, troque agora pelo último e mais cumprido cartão. Nele você vai enxergar ainda menos com a visão central.

Não tente enxergar por cima nem por baixo, só pelo lado. Verá que estará usando apenas sua visão lateral. Continue tentando encontrar a mão de sua dupla por mais tempo.

Tenha uma nova visão periférica

Por fim, depois de toda essa dança e brincadeira, tire o cartão final. Tente perceber o quanto sua visão periférica melhorou. O quanto parece que você está enxergando ainda mais na parte lateral.

A mudança é automática e logo você vai perceber o quanto é fácil exercitar sua visão de modo lúdico e divertido. Por isso, não deixe de exercitar sua visão brincando e dançando.

Quer Receber sem Custo 1 Hora em vídeo de Exercícios para os Olhos?

Cadastre-se em minha Lista Vip, é totalmente gratuita, e por ela eu envio e-mails com Vídeo Aulas, Dicas e Exercícios Visuais para você praticar.
É por e-mail também que eu aviso quando os Programas Onlines estão com as inscrições abertas. Neles você têm acesso ao meu acompanhamento e também aos programas específicos de exercícios para cada problema visual.
Dois sábados por mês, das 9:00 ás 10:00, no Parque Villa Lobos – São Paulo, bem em frente ao anfiteatro (entrada principal), fazemos exercícios visuais ao ar livre, É totalmente gratuito e sem compromisso!!!

Basta chegar e participar !!!  Convide seus amigos e familiares, e venha sem lentes de contato!

Para saber as datas envie um e-mail para tatiana@tatianagebrael.com.br

MAIS INFORMAÇÕES E um Canal para tirar suas DÚVIDAS, envie um e-mail para:

tatiana@tatianagebrael.com.br

Quer saber mais e receber dicas como essa com exclusividade? Faça parte da lista VIP colocando seu email abaixo.

Responsive image

Dra. Tatiana Gebrael


Dra. Tatiana Gebrael ACREDITA nos tratamentos naturais, que agem não só nos sintomas, mas também nas causas dos problemas visuais e corporais, e que É POSSÍVEL ter olhos e corpo cada vez mais saudáveis em qualquer idade. Terapeuta Ocupacional, Especialista, Mestre, e Instrutora do método Self-healing de Meir Schneider.

5 comentários no post “Visão Periférica: Como melhorar a visão enquanto dança!

  1. Fiz exames preparatórios para cirurgia de catarata olho esquerdo.tenho astigmatismo.uso óculos bifocais.sinto muita dor nos olhos. Tou decidida a nao fazer a cirurgia.Obrigada por sua benevolência em ajudar pessoas.Deus te proteja sempre, vc é maravilhosa!

  2. Olá Dra Tatiana!

    Em Janeiro de 2016 tive um AVCI e perdi a visão periferica esquerda, gostaria de saber se há alguma chance de recuperação da minha visão?

    As vezes tenho a impressão de ver alguns flahs muito rapidos, mas os exames de campimetria não mostram evolução.

    Desde já, muito obrigado pela atenção e colaboração.

    Att.

    Douglas F.

  3. Achei muito interessante o vídeo, vou me lançar de corpo e alma e recuperar minha visão. Obrigada Dra. Tatiana Gebrael por esta oportunidade. Bjs! Fique com Deus!

  4. Cara Dra Tatiana! Recebi o diagnóstico glaucoma e catarata e desde agosto de 2016 estou usando colírios (agora DuoTravatan) para baixar a pressão, que aqui na Suécia, onde me encontro desde final de abril 2017, está variando entre 19 e 17 nos dois olhos. O médico aqui me aconselhou a cirurgia e até a 2a semana de agosto vou ter de me decidir se vou ou não operar. O médico diz que a cirurgia é muito simples e que depois não terei mais problemas. As consultas sempres muito rápidas e a gente não tem tempo para perguntar tudo o que se deseja. Ele diz que está se desenvolvendo muito rápido minha catarat e que já tenho o nervo lesado pelo glaucoma em 80 % no esquerdo e 50% no direito, e que é irreversível. Vim do Brasil para tentar a cirurgia aqui, onde tenho direito a assistência médica, pois não tenho condições de pagar no Brasil, onde não tenho plano de saúde. Vivi aqui muitos anos e trabalhei e me aposentei. Aqui tenho os direitos que não tenho aí, onde exames e tratamentos ficam muito caros e não posso pagar. Depois de ver seus vídeos fiquei com muito receio de operar e gostaria que vc pudesse me orientar sobre o que fazer. Se tenho chance de me recuperar sem cirurgia e quanto um tratamento com seu método me custaria, qual o passo a passo que devo fazer? Te agradecerei eternamente por toda ajuda que puder me dispensar. Abraço afetuoso,
    Cidinha Bergman.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *