Limpeza de Fígado e Vesícula: Uma Experiência no Retiro Depurativo

Limpeza de fígado e vesícula: A função das maçãs

Como eu sempre explico em meus textos e vídeos, os olhos não são órgãos solitários no corpo humano. Além de sua função extremamente importante, ele ainda está diretamente ligado a lugares que você talvez não imagine. E um deles é o fígado, o que faz a limpeza de fígado e vesícula ainda mais importante para nossa saúde.

Segundo a medicina tradicional chinesa, os olhos são a manifestação externa de seu fígado, então, quando um trabalhar bem, o outro fará o mesmo. E como o assunto aqui é a visão, eu não poderia deixar de investigar isso e tentar entender como funciona todo esse processo.

Será mesmo que a limpeza do fígado e da vesícula trazem resultados para a visão?

Para entender, eu então fui participar de um Retiro Depurativo para limpeza de fígado e vesícula. Fui viver juntamente com mais 2 alunos Olhos de Águia essa experiência para ver o real resultado real disso.

Mas antes, vamos entender essa ligação do fígado com a visão.

A relação da limpeza do fígado e vesícula com a visão segundo a medicina tradicional chinesa

Como eu disse lá no começo, a medicina tradicional chinesa acredita que os olhos são a externalidade de seu fígado. Apontando que é ele que rege o bem estar de sua visão.

De acordo com os chineses, o fígado usa a visão para apontar alterações. Conjuntivites, visão fraca, olhos vermelhos e mais um monte de outros problemas visuais podem significar um fígado que não está funcionando muito bem.

Do mesmo jeito, acredita-se que quando tudo está funcionando bem lá para baixo, no fígado, vesícula e rins, sua visão funciona muito melhor. E era isso que eu pretendia descobrir com a limpeza de fígado e vesícula.

Como é o Retiro Depurativo e Limpeza da Vesícula e Fígado?

O Retiro Depurativo parece um pequeno spa à beira da praia e pronto para alguns ótimos dias de férias, mas na verdade é um lindo processo de limpeza total do corpo e mente. Onde depois de dez dias depuração, você conseguirá expelir uma boa parte das toxinas de seu corpo.

E toda experiência começa com uma palestra de apresentação que nos introduz no assunto e mostra qual será nossa programação dos próximos dias. Além de mostrar a importância do fígado e dessa limpeza que iremos fazer.

Mas o primeiro dia é curto, já que a viagem até lá é longa. É no segundo dia que a limpeza de fígado e vesícula começa pra valer.

Logo cedo, tomamos uma água oxigenada e somos apresentados a um dos nosso companheiros dos próximos dias: um chá que mistura várias ervas e serve para acelerar nosso metabolismo, o tônico herbário.

Também somos apresentados a uma outra companheira nossa, as maçãs. De acordo com nosso regime teríamos que comer 11 delas por dia, algo em torno de um quilo. Mas eu explico a função delas um pouco mais pra frente, antes disso ainda temos um monte de coisas para conferir.

Limpeza de fígado e vesícula: A função das maçãs

Depois de uma medição de glicemia, ainda somos apresentados a nossos primeiros passos no conceito de Alimentação Viva. Para quem não conhece, é um conceito onde você só se alimenta de alimentos não cozidos (e consequentemente, vivos). Uma opção que, além de limpar o organismo, exige muito menos trabalho do nosso sistema digestivo.

Logo de manhã tomamos um delicioso suco verde de limão, com maçã, gengibre, folhas de graviola e ainda de hortelã. Para completar, ao invés de usar água, o chuchu que traz todo o líquido pro copo.

A impressão que fica desse primeiro dia é de um cansaço que se junta com o da viagem. Um sono que acompanha o começo dessa jornada, já que você está em um processo de desintoxicação da limpeza de fígado e intestino, e a fraqueza inicial é normal.

No segundo dia acontece o mesmo…Mas no terceiro dia começa já com os ânimos renovados. Também somos apresentados ao ácido málico, que é preciso tomar um copo dele e uma garrafa do chá herbário, companheiros de todos os dias de limpeza de fígado e vesícula.

A importância das maçãs na limpeza da vesícula e fígado

E aqui voltamos a falar das maçãs, o ácido málico é o componente que existe na maçã e ajuda a eliminar resíduos cristalizados do fígado. Um copo dele nos ajuda a não ter que comer algo em torno de três quilos de maçã por dia. E aqui uma confissão, o ácido é umas das piores partes da limpeza de fígado e vesícula, o gosto é realmente ruim, mas como é necessário, não temos outro jeito.

No mesmo dia ainda completamos tudo com um gostoso banho de vapor onde suamos muito e perdemos muito líquido. Uma espécie de sauna para uma pessoa e que é ótima para quem tem aflição de ficar “preso” dentro das saunas normais (como eu), já aqui podemos ficar relaxando com a cabeça para fora.

O dia ainda acaba com um processo de hidrocolonterapia e muito descanso. A hidrocolonterapia é um processo de limpeza do intestino tradicional na medicina oriental e que já foi muito utilizado na medicina ocidental, mas foi um pouco esquecido com o tempo. Porém, nos últimos anos, o avanço tecnológico tem trazido esse tratamento de volta.

O Quarto dia da limpeza de fígado e vesícula começa com uma ida à praia antes de um banho de argila. Já com poucos dias de tratamento a sensação de um corpo revigorado já é clara e ótima. Mas vamos à argila, super importante nesse processo, ela ajuda a limpar seu corpo e puxar as impurezas dele. E melhor ainda, o banho de argila ainda pode ser aproveitado para fazer alguns exercícios de visão.

Isso mesmo, aproveitamos todo esse tempo, eu e meus alunos para intensificar os exercícios para os olhos. Foi realmente incrível!

E falando em energia, o quarto dia vem com muito mais dela, sem sono, um corpo leve e revigorado.

Aqui aproveito essa pausa para comentar a deliciosa sopa de abóbora que experimentamos. Quase um creme com abóbora crua, azeite, alho, cebola, cheiro verde e sal, além de tomate e abacate, tudo misturado em um liquidificador com água morna, não fervida. Nessa temperatura a água ajuda a manter as enzimas dos alimentos. A sopa fica mais deliciosa ainda com um pouco de farinha de linhaça na hora de servi-la. Eu separei essa receita num material exclusivo sobre o retiro, sem custos pra você. Acesse esse material aqui!

Nesse dia, ainda aproveitamos um lindo pôr do sol e praticamos alguns exercício para a visão, valorizando ainda mais o incrível espetáculo da Mãe Natureza. Celebrando mais um dia que se acaba e o quanto mais revigorados nos sentimos.

Limpeza de fígado e vesícula: Exercícios visuais ao pôr do sol

No dia seguinte alguns dos nossos companheiros de jornada passaram pelo que é apontado como um resultado do processo de depuração, um pouco de febre e algumas dores que rapidamente passam, mas é normal para algumas pessoas enquanto eliminam essas toxinas. O corpo de cada um lida diferente com isso.

No meu caso, além do cansaço nos primeiro dias, única coisa que eu senti foi uma oscilação de energia durantes o dias. Alguns dias acordava com a energia à pico, em outros eu simplesmente tinha vontade de dormir o dia inteiro. O bom disso é que nessas horas você tem a oportunidade de escutar seu próprio corpo, acordar quando tem que acordar e dormir quando tem que dormir.

O sétimo dia ainda é marcado por uma relaxante e revigorante sessão de Reiki, Ioga e mais um banho de vapor. Eu amo essas práticas. Foi um dia realmente relaxante e revigorante.

O final da jornada da limpeza da vesícula e do fígado

Por fim, o oitavo dia é quando começamos a nossa limpeza hepática. O dia em que as pedrinhas iriam começar a sair. Esses dois últimos dias do Retiro são de repouso, sem atividades. Só desintoxicação. Liberar as toxinas do fígado e esperar pelos resultados.

Esse período ainda é marcado por um processo de limpeza de metais pesados e impurezas da linfa. Um processo que ainda é acompanhado dos últimos passos para a depuração.

Juntos brindamos nossa primeira dose do Sulfato de Magnésio, também bem ruinzinho de tomar, mas muito necessário, pois ele é um relaxante da musculatura lisa, essencial para que o processo de eliminação das pedras seja seguro, indolor e eficaz.

E na noite do oitavo dia, em um momento sensível e de união, todos participantes dessa jornada tomam juntos uma dose de uma solução composta por azeite, suco de limão e suco de laranja, que acionará o fígado a liberar as pedras. Quase um formal agradecimento ao seu fígado por tudo que ele lhe fez até aquele momento. É uma das partes mais bonitas do processo de limpeza de fígado e vesícula.

E aqui colocamos em prática a função da maçã, já que seu ácido málico amacia esses cálculos para que eles saiam. Já a solução é sulfato de magnésio, quatro doses, como disse é um relaxante muscular, abre os canais do fígado, da vesícula e do intestino.

No meu caso, demorou mesmo as quatro doses para eu começar a expelir as pedras pelas fezes, um processo totalmente indolor. Foram várias pequenas. Realmente assusta o quanto você carrega essas impurezas dentro de você. E olha que minha vida sempre foi regrada, com alimentação e hábitos saudáveis.. É realmente impressionante.

No último dia a impressão que eu tinha era de que minha visão estava muito mais clara. Mais viva.

Realmente limpar o fígado melhorou a minha visão, e também melhorou a visão dos meus alunos Sonia Maia e João Batista, que passaram por essa jornada comigo.

O Antônio, acompanhante da Sonia, chegou com óculos, e para você ter uma idéia voltou sem eles. Sem necessidade mesmo.

Unir a limpeza com os exercícios visuais foi algo maravilhoso.

Mas mais do que isso, uma experiência que se mostrou um aprendizado fundamental e que irá mudar meus hábitos para sempre, mesmo eu tendo uma vida saudável. Um processo de consciência de que podemos sim atingir resultados incríveis em nossa saúde.

Gostou dessa minha experiência no Retiro Depurativo? Acesse aqui e receba sem custos mais dicas e informações sobre receitas, como cuidar do fígado, tudo em seu e-mail.

Para ter acesso gratuito também a todos os contatos do Retiro, endereço e telefones Clique Aqui, e receba todas estas informações por e-mail.

Quer saber mais e receber dicas como essa com exclusividade? Faça parte da lista VIP colocando seu email abaixo.

Responsive image

Dra. Tatiana Gebrael


Dra. Tatiana Gebrael ACREDITA nos tratamentos naturais, que agem não só nos sintomas, mas também nas causas dos problemas visuais e corporais, e que É POSSÍVEL ter olhos e corpo cada vez mais saudáveis em qualquer idade. Terapeuta Ocupacional, Especialista, Mestre, e Instrutora do método Self-healing de Meir Schneider.

11 comentários no post “Limpeza de Fígado e Vesícula: Uma Experiência no Retiro Depurativo

  1. Como posso fazer essa limpeza do fígado e vesícula, estou com a minha visão fraca, meus olhos ficam vermelhos e não consigo ler bem de perto

  2. Gostaria dá receita de chá verde pra limpar o fígado… Obrigada

  3. Onde fazer esta limpeza do fígado qual endereço?

  4. Posso fazer a limpeza do figado, Usando os chás mesmo sem uma seguências dos mesmos?

  5. muito bom toda essa informação,obrigado primeiro a DEUS,segundo a dra tatiana gebrael por existir.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *